RPG Eragon
 
InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  
Últimos assuntos
» Fp: Jeremy Van Halen
Sex Out 04, 2013 4:29 pm por Miranda Donaldson

» [Carvahall] Taverna
Sex Out 04, 2013 4:25 pm por Donatella Dobrev

» [FP] Synyster Vincent
Qui Out 03, 2013 4:25 pm por Miranda Donaldson

» Registro de Avatares
Qua Out 02, 2013 6:25 pm por Synyster Vincent

» Laços de Dor
Qua Set 25, 2013 11:43 am por Kahlan Klaus

Seja nosso parceiro



Código:
<p align="center"><a href="http://rpg-eragonbr.forumeiros.com/" target="_blank"><img src="http://img707.imageshack.us/img707/7839/eragonwallpaper002.jpg" border="0" /></a></p>
Parceiros

Compartilhe | 
 

 Laços de Dor

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Laços de Dor   Ter Jan 22, 2013 10:35 pm

Relembrando a primeira mensagem :

Sinopse

O que venho lhes contar pode parecer uma história triste aos olhos de uns, uma aventura comum aos de outros, ou algo mais para outras pessoas.



******

Já eram duas da madrugada quando cheguei aquela casa. Renata havia me levado a tal lugar. A dois dias atrás havia perdido tudo, meus pais, minha irmã, meus amigos, sim, uma chacina horripilante. E agora, lá estava eu, com uma nova família, minha família biológica.
Já não tinha meus pais, segundo Jasmine, minha irmã, ambos haviam partido a poucos anos. Além da garota, descobri ter mais parente, sim, Renata era uma dela, era minha prima, e tinha a outra também, Jennifer, sua irmã, eram moças decentes e que foram um tanto simpáticas comigo.


******

- Eu te quero bem Re. - Disse a ela, meus olhos estavam úmidos e ameaçavam jorrar.
- Isto não condiz com os teus atos. - Sua voz era fria, foi como se ela cuspisse as palavras a mim. Nunca tinha a visto de tal forma, com tamanha ira. Renata sempre fora a mocinha, a indefesa, e agora se mostrava assim, a destemida, a traída. Certo ela tinha motivos para tais reações
- Covarde Ethan, você é um covarde! - A voz de Kendall me atraiu a atenção. A garota estava ao prantos.
- Não espera... Eu posso, eu tenho... - Tentei organizar meus pensamentos, o que foi em vão. Suspirei e troquei o olhar entre as duas. Abaixei a cabeça e me dei por vencido.
- Por favor, some daqui. - Renata dirigiu o olhar a mim.
Suspirei mais uma vez e olhei para Kend que abaixou a cabeça.
- Dá o fora Ethan. - Foi tudo o que Kendall me disse.

******

Aquele sorriso, puro e tímido. Era assim que me lembraria dela, para sempre. Sorri quando ela se aproximou, tocou meu rosto e desejou unir nossos lábios.
- Ethan! Dá pra parar de sonhar acordado e me ouvir? - Jasmine pergunta me balançando.
- Ãn, desculpa, do que falava? - Pergunto a minha irmã ainda imaginando aquele sorriso.
- Você vacilou feito. - Ela diz e bufa. - Na boa, no que é que você tanto pensa? - Ela pergunta desistindo de me dá uma bronca.
- No que eu to pensando? - Pergunto rindo . - Em um sorriso. - Digo a ela.
- Quem é a dona desse sorriso? - Jas me pergunta revirando os olhos.
- Ah... - Paro pra pensar e nem um sorriso parecido me vem a mente. Quer dizer, era uma mistura, dos dois sorrisos que eu mais adorava. - Vou me corrigir, estou pensando em sorrisos.
- Ethan, eu não acredito. Eu aqui puxando sua orelha por gostar de duas e você ai, pensando nas duas! - Jasmine resmunga me dando um belo de um tapa na cabeça.


Última edição por Nate Linns em Ter Jan 22, 2013 11:48 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo

AutorMensagem
Josh Campbel
Principe
Principe
avatar

Mensagens : 34
Data de inscrição : 13/01/2013

MensagemAssunto: Re: Laços de Dor   Qui Jan 24, 2013 12:23 pm

Capitulo 9

- Desprender-me-ei de minhas lágrimas soberbas ó doce donzela. - Disse a Helena enquanto gargalhávamos um do outro.
- Ó temido senhor dos galanteios, que tuas investidas não façam de mim a próxima vitima. Livrar-me-ei de tua lábia fajuta e a ti mostrarei a fúria de minha palma nesta tua cara de rapaz da vida.
Gargalhei alto e pousei as mãos na barriga que já doía de tanto rir.
- E não é que ela sabe dar um fora a moda antiga?! - Profiro rindo.
- Pois é! Eu sei. - Ela diz se gabando - E você, sabe se desculpar a moda antiga? - Pergunta-me hesitante e morde o lábio.
- Sim, oras.
- Pois então faça, como se estivesse dedicado-as a Renata. - Diz-me num desafio.
- Pois bem... - Digo topando. - Ei de lembrar-me todos os dias de teu sorriso cativo, de teus encaixes de mel a envolverem meu lábios num beijo terno. Pois diz-me se um dia farei-me digno de tua apreciada presença. Oh se soubesses da dor que me apalpa o peito, faz brotar lágrimas de meus olhos, e estas morrem na tristeza de meus lábios, este que nos traiu. Ó perdoe-me dona moça, pois sinto um enorme vazio sem teu corpo a aninhar-se ao meu, como duas peças de um quebra-cabeça, completar-me-ia. Veja agora as tantas marcas negras registradas em minha alma que tarde se entrega ao leito de solidão e cedo volta a tua esperançosa saudade. Ei de querer por primaveras eternas fitar os teus tão profundos olhos, aqueles aos quais tanto me lançava sem medo de perder-me.
- Pois ouça belo moço, Dos olhos que pouco referistes digo-lhe mais. Eles anseiam desesperadamente pela volta daquele que com pouco esforço os domou. Estes esperam ansiosos pelo instante em cruzar-se-iam com os olhos do moço. E dos lábios dos quais pronunciou tão doces palavras, digo apenas que aguardam que os seus os completem. Peço-lhe algo, alcance meu olhar e furta-me um suspiro, pois o coração vacilante em meu peito, já a ti pertence. - A voz me alcança fazendo minh'alma deleitar-se em calmaria. Viro-me cruzando o olhar ao dela.
Nos aproximamos e ela me beija, tirando-me de toda a revolta interior.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://rpg-eragonbr.forumeiros.com
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Laços de Dor   Qui Jan 24, 2013 12:49 pm

Suas palavras e esses ultimos capitulos me trazem calmaria, nunca li algo tão bom. Serio
Voltar ao Topo Ir em baixo
Josh Campbel
Principe
Principe
avatar

Mensagens : 34
Data de inscrição : 13/01/2013

MensagemAssunto: Re: Laços de Dor   Qui Jan 24, 2013 2:57 pm

Capitulo 10

Havíamos voltado a duas semana. E estava tudo bem. Ou ao menos me parecia bem. O meu pequeno era o que mais me preocupava, Jordan não parecia se agradar com minha presença, afinal, ele tinha razões para isto, eu estive sendo ausente por tanto tempo... Mas ultimamente tenho dedicado a ele todo o meu tempo. Tanto que a tempos não topava com nenhum de meus amigos.
Hoje, Renata havia dito que estaria ocupada e disse-me ainda que Jordan passaria o dia com Destiny e Jennifer, o que me deixou com tempo livre.
Resolvi por mim que faria uma visita a Kend, e foi o que fiz. Decidimos ir a praia e disse a ela que seria seu professor de surf.
- Se me deixar cair eu lhe mato. - Disse-me sentada na prancha que eu empurrava cada vez mais para o fundo.
- Não vou te deixar cair, medrosa.
- Jura que não tem tubarões? - Ela pergunta amedrontada.
- Juro Kend. Eles não chegam até aqui. E se chegarem, eu lhe protejo.
- Ta bom. - É tudo o que ela diz.
Subo na prancha sem desequilibra-la e fico a esperar a onda. Procuro evitar seus olhos ao máximo.
- E se eu cair? - Pergunta-me fazendo-a fitar nos olhos. - Não sei nadar
- Pois deixe que serei teu salva vidas. - Disse-lhe sorrindo.
Ela sorri e me abraça. - Senti tua falta Ethan. - Murmura ao pé de meu ouvido. - Já é especial pra mim, e não queria perder sua amizade por um erro teu.
- Não vai, eu lhe disse que não cometeria outro erro. - Sorri a ela.
A onda já vinha de encontro a nós. Pois então passei-lhe as instruções, indicando a hora para remar e a que levantaria. Levantei-me primeiro e dei apoio para que ela levantasse.
- Segure-me Ethan. - Diz ao tomar minhas mãos e coloca-las em sua cintura. Respirei fundo e fiz como ela pedia. - E não tente nada ou arranco pedaços e jogo aos tubarões
Gargalhei. - Pois lhe disse que estes não vem aqui.
Consegui ensina-la a surfar, e ela pegou o jeito realmente rápido.

******

A brisa fresca me atingia a pele com astucia. Meus dedos pressionados contra as cordas de aço do violão ajudavam-me a emitir as notas em ré, que era o tom ao qual mais se encaixava a minha voz. Com a outra mão fazia um dedilhado padrão dando vida ao som que eu necessitava.
- Please don't make a fuss
It won't go away
The wonder of it all
The wonder that I made
I am here to stay
- Permitia-me soltar a voz assim como ela ao me acompanhar.
Sua tonalidade me impressionava, e forma fácil como atingia a nota mais alta me tirava o fôlego.
Finalizei a música e olhei para ela boquiaberto.
- Não imaginava que era dona de uma voz tão bela Kendall... - Digo parabenizando-a e ela sorri.

******

- Pois já me ensinou a surfar, agora eu quero aprender a andar de skate. - Disse-me implorando e cruzou os braços quando revirei os olhos.
- Mais o que eu não faço por você garota! - Disse indo até a garagem e pegando a prancha de skate recostada na parede. - Pois suba.
- De-me tua mão antes. - Profere já tomando-a para si e equilibrando-se em cima do skate.
O encaixe de nossas mãos era perfeito, como se fossem feitas para estar assim, unidas.
Ela as olhou e sorriu me beijando o rosto. - Se eu cair eu lhe mato.
- Corro grande perigo perto de você Kend. - Gargalhei e vi-a impulsionar o pé contra o chão e descer a ladeira fazendo-me correr feito louco para impedi-la que se espatifasse no chão.
Lancei-me a sua frente e ela caiu sobre mim, caso não fosse meu corpo ela teria ficado aos pedaços.
- Ethan! Ai meu Deus. - Foram as ultimas palavras que escutei-a falar.

******

- Está bem meu anjo? - Pergunta Renata ao me beijar o rosto.
Minha cabeça doía e havia machucados por todo o corpo.
- Vou ficar. - Digo com um meio sorriso no rosto.
- Jas e Kend estão ai para lhe ver. Poss deixa-las entrar?
- Ah claro... [b]
Alguns minutos depois ambas entram no quarto.
[b] - Ai Ethan, desculpa, sério.
- Fala Kend aproximando-se de mim.
Fito-a nos olhos e sorrio.
- Disse-lhe que não lhe deixaria cair. - Digo sem tirar os olhos dos dela.
- Maninho herói, quem diria. - Jas diz pulando na cama e me dando um abraço. - Cara eu não posso passar um tempo fora e você arruma encrenca!?
- Também senti saudades ta. - Digo rindo.
Ambas passaram a tarde comigo, e Jas me faria companhia esta noite no hospital.
- Bom, como amanha vai estar em casa eu dou uma passada por la. - Disse-me Kend ao me abraçar e despedir-se de Jas.
Observamos ela sair.
- Não sabia que conhecia Kend. - Jas indaga me fitando.
- Conheci pouco depois de você me abandonar. - Disse cruzando os braços.
- Pois está dizendo que ela me substitui?
- Ela é uma ótima irmã. - Digo e escuto-a gargalhar.
- Estou certa de que não beijaria alguém que tem por irmã. - Diz-me zombando.
Revirei os olhos. - As notícias correm rápido em. Alias, mal foi um selinho.
- Você gosta dela?
- Anh... Sim é uma ótima amiga.
- Sim, mas não me refiro a isto. - Diz me olhando e eu permaneço em silencio. - A quem quer enganar? Acho que até Renata percebeu isto.

******

Pois mal sabia eu que sentimento novo era este que eu abrigava. Talvez nascera ao primeiro olhar, ou ao primeiro beijo, talvez na primeira reconciliação. Passei a semana com ela, e era fato, ela me fazia bem, mesmo em perigo, ela me fazia bem.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://rpg-eragonbr.forumeiros.com
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Laços de Dor   Qui Jan 24, 2013 3:21 pm

Sabe o que eu acho? Que o Ethan devia investir na Kendall u.u
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Laços de Dor   Qui Jan 24, 2013 3:31 pm

Todos os capitulos foram lindos, mas esse foi o mais perfeito.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Laços de Dor   Qui Jan 24, 2013 5:03 pm

Eu também acho que ele tem que investir nela, *-*
Tipo ela é muito fofa e não é manipuladora com a Renata!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Laços de Dor   Qui Jan 24, 2013 10:33 pm

Capitulo 11

- Gosta dela não é? - Pergunta-me com os olhos encharcados.
- Também gosto de você Re. - Afirmo a ela.
Ela balança a cabeça dizendo que não. - Se ama a duas, fique com a segunda, pois se o que sentia pela primeira fosse realmente real não haveria uma outra. - Diz-me em sussurro e me deixa só.

******

- Você não gosta de mim, é só uma ilusão da sua cabeça Ethan. - Responde-me logo depois de minha declaração. Ela trocava meu curativo na cabeça.
- Ai! - Digo sentindo o arder que me causou o medicamento. - Pensei que ficaria surpresa.
Ela ri e refaz o curativo. - Decepcionado? - Pergunta ao arquear a sobrancelha de uma forma um tanto sexy.
Mordo meus lábios e rio. - Surpreendido. - Sorri a ela que logo sentou-se ao meu lado.
- Não devia ter terminado tudo com a Re. - Me disse hesitante
- Hum... Ela terminou comigo. - Ri e ela me acompanhou. - E se eu lhe beijasse agora?
- Eu lhe disse o que faria se tentasse algo, na praia, lembra?
- Então não corro risco, não existem tubarões em terra firme.
- Pois meu vizinho tem dois cachorros famintos, tente algo e eu lhe arranco um pedaço e dou a eles de comer. - Sua voz era calma e decidida.
- Você me dá medo. - Murmurei rindo.
Ela apenas sorri.

******

Pode ser que o sentimento seja passageiro, mais eu sou o motorista, e só o deixo descer na ultima parada.

******

- Quando o assunto é pensar sou um total desastre. - Digo rindo.
- Nota-se. - Disse-me ao fechar seu livro e o deixar de lado.
- É que costumo agir mais do que pensar.
- E onde a gente chega com isto?
- Bem, se eu lhe beijar vou apanhar muito? - Ri pronunciando-me
- Se iria apanhar? Já digo e volto a repetir. Partiria-lhe em pedaços e daria aos cães.- Ela ri
- Neste caso, acho que vou virar jantar de cachorro.
Ela me fita nos olhos e sorri junto a mim.
- Deixa de gracinha!
- Quem disse que to de gracinha?

Levanto-me prendendo-a contra a parede.
- Para!
- Só depois que me der um beijo
- Não!
- Ah qual é! Já te beijei uma vez, e nem foi ruim, foi?
- Foi um selinho.
- Pois imagine o quão bom é o beijo de verdade!
- Hahaha não vai arrancar isso de mim.
- Quem disse? -
Perguntei ao aproximar nossos lábios, de imediato ela virou o rosto.
- Para!
- Porque? Te incomoda?
- Muito!

Beijei seu rosto e a soltei.
- Não vou te beijar boba.
- Bom mesmo!

Rimos juntos.
- Antes tem de avisar aos cachorros que minha carne é muito boa pra se desperdiçada.
Ela revira os olhos rindo
- Já é tarde. Vou lhe deixar agora. - Digo a ela seguindo até a porta.
- Ta bom. - Me abraça e eu cruzo os braços. - Que foi?
- Ainda quero o beijo.

Digo ela hesita mais se aproxima, nossos lábios quase se tocam mas ela recua.
- Que foi?
- Não dá véi, desculpa.

Reviro os olhos e a puxo beijando-a. Ela não se afasta. Ao contrário, me retribui o beijo mais me abocanha os lábios dando-me uma forte mordida.
- Ai!
- Eu disse que ia arrancar pedaços.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Laços de Dor   Qui Jan 24, 2013 10:40 pm

Adoreeeiiiii mais por favor??!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Laços de Dor   Sex Jan 25, 2013 12:03 am

Capitulo 12

Ficamos juntos por uma semana e estava bom, perfeito afinal. Mais apareceu-nos um fantasma o qual fez com que ela tomasse uma decisão, acabar com o que tínhamos. Falou que sentia-se como se estivesse traindo a amiga. Aceitei porque era tudo o que eu podia fazer ou perderia-a por inteira.
Estávamos em mais uma de nossas corridas matinais, eu não conseguia agir normalmente, estava feio com ela admito. Seus olhos encontraram o meu e me fizeram freiar.
- Por favor, não age assim comigo. - Disse-me com a voz tristonha.
- Assim como?
- Frio! Não sabe o quanto ta sendo difícil pra mim.
- Desculpa...
- Certo. Pode me dar um abraço?
- Me perguntou e eu assenti fazendo o que me pedia.
Acabamos por adentrar a mata que cercava a estrada e achamos um bosque. Possuía grama verde e um pequeno riacho. Ela olha para mim sorrindo ipê se aproxima me abraçando outra vez.
- Gosto desta definição, um abraço é o encontro de dois corações. - Diz-me sorrindo e eu afago seu rosto. Seu suspiro é profundo abalador. - Não sabe o quão difícil é resistir a você.
- Pois não resista.
- Permito meus lábios tocarem os dela causando-me sensações infinitas. Toda a saudade e a amor estavam expressos ali.
Suas mãos macias percorrem meu peitoral empurrando-me contra o tronco de um carvalho, beija-me de forma intensa e me rouba o ar, assim como a sanidade.
Levei minhas mãos as suas pernas que logo alcançaram minha cintura prendendo-se ali. Deixo-me deslizar até o chão os um beijo terno me atinge. A pele fina e delicada de sua mão me arranca a camiseta distribuindo beijos por meu pescoço. Repito o gesto livrando-me de suas roupas que caem sem problemas ao chão. Livra-se logo de minhas ultimas peças e joga-me contra a relva úmida que encobria o chão. Seus beijos eram quentes e cada vez mais me enlouqueciam. Seu corpo cruza-se ao meu finalmente pertencendo-me por inteira, e ali se dá inicio a uma longa e apaixonada cavalgada enquanto me distribuía beijos pelos lábios. Jogo meu corpo contra o dela deixando-a contra o chão alcanço seus lábios em meio aos impulsos dados ao meu corpo pelo dela. Seu tatear descobrindo o meu corpo enchia-me de prazer, seu doce cheiro inebriava-me e arrancava-me gemidos abstratos.
- Ah Kend... - Murmurei-lhe entre os ofegos.
- Amo-te Ethan. - Diz-me jogando-me novamente contra o chão e voltando a cavalgar sobre mim.
A dança de nossos corpos parece não ter fim, é graciosa e apaixonante, finalmente repousa sua cabeça em meu peito e ficamos petrificados pelo prazer.

******

Pois estar com ela me fazia sentir um pessoa completamente diferente nascer em mim, um alguém seguro, totalmente contrário do que me sentia com todas as outras com quem me relacionei

******

Sentado ao sofá em meio a noite banhada por tamanha escuridão sou acolhido por seus braços. Aqueles nos quais eu me imaginava pelo resto de minha vida, entendia que ainda passaríamos por umas e outras, mais daria o meu máximo para fazê-la feliz.
- Obrigado... - Disse-me com aquela voz tão suave e avassaladora.
- Por vim te encher o saco? - Ri e ela me deu um tapa.
- Morra Ethan! - Gargalhou alto. - Não ta me enchendo o saco.
Sorri e beijei-a sentindo aquela mistura estranha como se não só nossas línguas se encontrassem mais também nossas almas. Estar com ela despertava em mim instintos adormecidos e ainda os desconhecidos, seu toque me levava ao surreal, fazendo tudo em volta torna-se abstrato e só ela, só a nossa união era concreta.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Laços de Dor   Sex Jan 25, 2013 7:10 am

Covardia Mike :/
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Laços de Dor   Sex Jan 25, 2013 7:27 am

Sabiaaaaa! Eles sao feitos.um para o outro do acho!
.u
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Laços de Dor   Sex Jan 25, 2013 4:03 pm

Me arrepiei.
Manda mais Mike? Please? kkk
Voltar ao Topo Ir em baixo
Josh Campbel
Principe
Principe
avatar

Mensagens : 34
Data de inscrição : 13/01/2013

MensagemAssunto: Re: Laços de Dor   Sex Jan 25, 2013 4:36 pm

Capitulo 13

- Não curto dividir, ok? - Disse-me sentando-se em meu colo.
- Também não curto. - Gargalhei.
Kendall curva-se sobre meu rosto e me beija ternamente, sorrio em meio ao beijo e sou surpreendido por uma mordida em meu lábio inferior.
- Gosta de me morder? - Ri enquanto ela afirmava com a cabeça. - Masoquista !
- Assanhado!
- Disse-me e rimos um do outro. - Promete que volta mais tarde?
- Está me expulsando senhorita?
- Espremi os olhos e ri.
- Tenho faculdade e você sabe disto, então sem drama ou leva uma surra!
- Já disse que tenho medo de você?
- É, já.
- Riu beijando-me.
Minhas mãos foram tentadas a acariciar suas pernas e as elas se dirigiam, enquanto seus beijos se tornavam mais quentes e nocivos.
- Pois chega ou vou me atrasar. - Diz levantando-se - Te espero mais tarde.
- OK, entendi.

Levanto-me e dou-lhe um ultimo beijo.

******

Já passavam da dez da noite, meu dia fora um tanto cansativo, porém proveitoso, visitei meu pequeno que a dias não via, ele parece se comportar melhor agora em minha presença.
Toquei a campainha e esperei até que ela atendesse-me. Seu sorriso estampado no rosto ao me abraçar me iluminou a mente.
- Mais que produção. - Disse elogiando minha roupa e eu ri.
- Isto digo eu a você. Quais são os planos para hoje?
- Hum.... Filme? O que acha?
- Filme, por mim tudo bem.

Tomou-me pela mão levando-me até seu quarto.
- Achei que assistiríamos a um filme.
- Tenho televisão no quarto, porém, meus planos são outros.
- Sorriu-me com aquele ar de maliciosa.
Seu indicador tocou meu peitoral e com a mão me empurrou. O colchão macio amorteceu-me as costas. Ao subir em cima de mim e me tira a camiseta e aproxima os lábios dos meus tendendo a beijar-me.
- Volto num minuto - Profere com um sorriso maldoso nos lábios e me deixa a seca, desejando-a naquele instante.
Escuto a batida da porta do banheiro e jogo-me na cama com um suspiro pesado. Meus olhos se fecham aguardando por ela. Seus dedos frios tocam meu tronco novamente causando-me arrepios.
- Abra os olhos. - Sussurou-me a meio centímetro dos ouvidos. Ah aquela voz sedutora.
Deixei que sua imagem me viessem, e la estava ela, trajada feito uma policial pronta para o serviço. Dei-lhe meio sorriso e preparei-me para levantar, sua mão deleita em meu peito impedindo-me de prosseguir. Kendall aproximou seus lábios dos meus enquanto deslizava as mãos por meus dois braços até alcançar meus pulsos e prende-los com as algemas.
- Por que me faz isto?
- Gosto de torturar.
- Afirma a mim entre os risos.
Seus lábios encontraram os meus finalmente num beijo já esperado mais que surpreende de todo jeito. Suas coxas deslizam entre minhas pernas e seu beijo tornasse mais urgente. O encontrar de seus lábios a pele de meu pescoço arrancam-me um gemido obscuro. Com as mãos ela roça minhas pernas até os botões de minhas calças desabotoando-as e livrando-se delas. Sinto o cravar de suas unhas arranhando-me a barriga e depois um beijo, outro daqueles que me arrancam o ar, abraça-me os ombros sem deixar de beijar-me.
- Quero-te, já.
- Não ainda.
- Sussurra arranhando-me as costas . - Quando sair daqui, saberão que és meu. - Indaga mordendo o meu pescoço e deixando marcas.
- Eu sou seu?
- Por inteiro, todinho meu.
- Você é minha?
- Completamente sua.
- Sem mais calma ou serviços complementares ela nos livra das vestes e me beija.
Seu beijo era entorpecedor, levava-me a outro universo.
- Hoje, sou eu quem dou as cartas. - Me sussurra e lança-me ao encontro do colchão.
O encontro de nossos corpos já era esperado. Morde meu queixo deixando mais uma marca ali, o roçar de nossas peles me arrancava o fôlego, deixava-me ofegante. O sussurrar de seus gemidos e sobressalto em meu peito. Os corações que seguiam um só ritmo, desenfreados e vacilantes, e a respiração irregular.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://rpg-eragonbr.forumeiros.com
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Laços de Dor   Sex Jan 25, 2013 4:42 pm

ADOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOREIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII!!!!
Kend uma das minhas!!
(:
Voltar ao Topo Ir em baixo
Josh Campbel
Principe
Principe
avatar

Mensagens : 34
Data de inscrição : 13/01/2013

MensagemAssunto: Re: Laços de Dor   Sex Jan 25, 2013 10:41 pm

,
Capitulo 14

- Pois quando isso vai acabar? Sério, não suporto você dizendo dia após dia que ainda sinto algo por ela. Porque, se assim fosse, eu estaria com ela, ou ao menos lutando por ela não acha? - Estava incrédulo por aquele assunto ressurgir das cinzas.
Parecia-me que quanto mais Renata ia ficando para trás, mais Kend insistia em traze-la de volta.
- Você gosta dela, eu sei, eu sinto, por favor me diz a verdade!
- Pois é o que venho a lhe falar por cerca de um mês mais você não me dá ouvidos Kend, você prefere fantasiar coisas que não existem. Eu lhe dou a verdade e você me chama de mentiroso.
- Paro ao ver a primeira lágrima escorrer por meu rosto.
- Diz-me mesmo a verdade?
- Toda ela.
- Pois então, contará a ela sobre nós dois.
- Balanço a cabeça concordando.

******

- Eu te quero bem Re. - Disse a ela, meus olhos estavam úmidos e ameaçavam jorrar.
- Isto não condiz com os teus atos. - Sua voz era fria, foi como se ela cuspisse as palavras a mim. Nunca tinha a visto de tal forma, com tamanha ira. Renata sempre fora a mocinha, a indefesa, e agora se mostrava assim, a destemida, a traída. Certo ela tinha motivos para tais reações
- Covarde Ethan, você é um covarde! - A voz de Kendall me atraiu a atenção. A garota estava ao prantos.
- Não espera... Eu posso, eu tenho... - Tentei organizar meus pensamentos, o que foi em vão. Suspirei e troquei o olhar entre as duas. Abaixei a cabeça e me dei por vencido.
- Por favor, some daqui. - Renata dirigiu o olhar a mim.
Suspirei mais uma vez e olhei para Kend que abaixou a cabeça.
- Dá o fora Ethan. - Foi tudo o que Kendall me disse.
- Não vou sair, e as duas vão me escutar. - Digo com um suspiro pesado. - Sim é verdade, a cerca de um mês eu e ela estamos ficando, e não, eu não me arrependo. - Digo em fim lançando-me ao sofá.
Os olhos de Renata me encontram e logo após os de Kendall, os da loira retratavam decepção e os da morena surpresa.
- Agora dei-nos o prazer da sua retirada. - Não pude distinguir de quem sairá as palavras, meus pensamentos estavam reclusos dentro de minha cabeça.

******

- Por favor Kend, me escuta. Eu te amo.
- Você ficou paralisado quando ela te perguntou se tínhamos realmente ficado.
- Tive medo, mais eu falei não foi?! -
Trocamos palavras com a porta entre ambos. Algumas pessoas que passavam na rua perguntavam-se o que estava acontecendo.
- Você é um idiota. - Diz-me ao abrir a porta.
- Não importa, seu Idiota, pra sempre sei idiota.
Seus braços encontram-me mais uma vez, de forma avassaladora, sentir seu cheiro tão perto me revitalizava, me dava forças novas e um motivo a sorrir.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://rpg-eragonbr.forumeiros.com
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Laços de Dor   Sex Jan 25, 2013 10:48 pm

A verdade sempre e a melhor adoreiiiii!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Laços de Dor   Sex Jan 25, 2013 10:49 pm

É terno, como escreve, da pra sentir o que eles sentem e isso poucos conseguem fazer ^^ é um tipo de romance que te prende a cada palavra
Voltar ao Topo Ir em baixo
Josh Campbel
Principe
Principe
avatar

Mensagens : 34
Data de inscrição : 13/01/2013

MensagemAssunto: Re: Laços de Dor   Sex Jan 25, 2013 11:54 pm

Capitulo 15

A umas duas ou três semanas ela havia pedido que continuássemos amigos, e que estava confusa não sabia realmente se era o que queria, pois pra mim estava tudo tão bem, não entendia aquela variação de decisões dela.

******

- Pois vá se divertir, oras! -
Disse Jennifer colocando uma garrafa de Ice vazia em minhas mãos. - Seja um rapaz bonzinho e busque mais na geladeira da cozinha. - Sorriu a mim e voltar a pular na piscina.
- Não liga, ela tá bêbada, não pensa muito. - Joe falou-me com um sorriso gentil no rosto.
Ao que diziam os boatos que corriam soltos, este era um dos admirados de Renata, me parecia ser um bom homem.
- Nem ligo. - Ri e levantei-me deixando aquela cena para trás.
A verdade era que todo e qualquer esboço de sorriso seria ao máximo uma tentativa mal sucedida de tentar maquiar o grande vazio que tomava conta de mim.
A geladeira estava preenchida de bebidas alcoólicas. Adolescentes revoltados Revirei os olhos e tirei duas garrafas de ice da mesma. Uma destas abri e levantei até os lábios.
- Não vai beber isto, vai? - Pergunta-me aproximando-se de mim tomando as garrafas de minha mão depositando-as no chão. - Isto não faz bem.
- É... Mais é uma festa, queria me divertir, somente.
- Digo com desdém.
Ela sorri a mim. - Jordan sente sua falta Ethan...
- Sente?
- Muita. Poderia ve-lo, se quiser... Ele está no andar de cima, no quarto da Jenny.
- Ok, irei vê-lo sim.
- Sorri e a abracei. Seu cheiro era bom, ainda era aquele do qual eu lembrava .
- Cof Cof. - Escuto alguém tossindo para ganhar a atenção. - Atrapalho algo? - Pergunta-nos a morena dos olhos e sorrisos os quais eu tanto apreciava.
Seus olhares passam por mim e Renata.
- Nadinha, só estava a comentar com Ethan sobre o nosso filho. - Responde com frieza enquanto fita os olhos da outra garota. - Pois bem Ethan, visite Jordan mais tarde. - Diz abraçando-me e saindo dali.
- A gente pode conversar? - Sua voz chama-me a atenção que ate então estava presa a loira que se despedira.
- É você quem tem de me dizer, já não entendo mais nada.
- Nem eu, desculpa...
- Kendall murmurou e me tomou pela mão guiando-me até o escritório.
- Porque terminou as coisas daquela forma Kend? Eu tinha planos pra nós dois!
- Ethan... Eu não sei lhe dar com tudo, ta ok?!
- Com tudo o que, o amor que eu estava te dando não era suficiente para lhe dar apoio?
- O amor que me dera foi tão grande, tão grande que acabou por gerar outro.
- Sussurra quase que cantando.
Suas mãos ainda seguravam as minhas que foram pousadas na barriga da garota. - Você vai ser pai Ethan.. Estou esperando um filho teu..
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://rpg-eragonbr.forumeiros.com
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Laços de Dor   Sab Jan 26, 2013 12:07 am

Agora a Re morre, que lindo a kend gravidaaa
Voltar ao Topo Ir em baixo
Josh Campbel
Principe
Principe
avatar

Mensagens : 34
Data de inscrição : 13/01/2013

MensagemAssunto: Re: Laços de Dor   Sab Jan 26, 2013 9:24 am

Capitulo 16

- Ethan, você pode ter uma reação porfavor?!
- Disse que eu vou ser pai?
- Sim, foi o que eu disse...
- Kend, você não imagina o quanto isso me deixa feliz.
- Falei puxando-a para um abraço.
- Ethan você não entende... Eu tô com medo, eu... Eu não sei. Tudo ta em jogo agora, minha faculdade, minha carreira como modelo, tudo... - Sussurrou a mim enquanto pousava a cabeça em meu ombro, em poucos segundos senti as lágrimas já a ensoparem minha camiseta.
- Eu não vou deixar que nada atrapalhe Kend, você é linda, a mais linda que já vi. Eles não vão querer perder uma modelo como você. Fora que, você pode muito bem arrumar uma campanha que necessite pousar gravida, aliás posso ser teu fotografo. - Proferia sem parar tentando acalma-la.
- Promete que vai cuida da gente ?
- Com todas as palavra e de todas as formas possíveis.
- Digo por fim e senti seus lábios a alcançarem os meus, daquela forma que me tomava por inteiro .
- Ops. - Escuto uma voz em nossas costas e viro-me para ver quem era.
Jennifer totalmente embriagada. Ela ri e fecha a porta voltando a nos deixar sozinhos. Kend olha para mim e sorri voltando a beijar-me

******

- Tenho algo a lhe mostrar.
- O que ? -
Pergunta-me naquela sua curiosidade típica.
- Siga-me. - Digo subindo as escadas.
Havíamos chegado a minha morada a pouco, ela disse que era melhor esclarecer as coisas longe dos outros. Pedi-lhe apenas um momento para dar boa noite ao Jordan e depois seguimos para casa.
- O que é?
- Curiosa.
- Eu sou e você sabe.

Sorri a ela e aproximei-me do guarda-roupas tirando uma caixa de Madeira e segui a ela.
- O que é isso?
Abro a caixa e pego o conjunto de fotos que havia tirado desde que a conheci. Só havia um único momento do qual não havia registrado em fotos, mais sim em um desenho, e um pequeno trecho que havia escrito após sua ultima partida. Ela olha surpreendida enquanto busco o violão.
- Posso ler?
- Cantarei para você.
- É uma música?
- Só mais uma das muitas que fiz para você. -

Kend me doa um sorriso daqueles mais simples porém mais avassaladores. Começo a dedilhar as notas em fá sustenido menor
- Fico tentando entender,
Se não foi pra valer,
Se vivi tudo o que eu tinha pra viver.
Fico tentando me enganar,
Falando que isso ilusão
Que por mundo real eu ainda vou voltar.
Mais passam dias e dias,
E não vejo nenhuma saída.
A coisas que alma não consegue expressar,
Então por elas eu vou gritar...
Eu quero voltar,
Mesmo que seja um pouco mais.
Neste mundo ficar,
Eu só queria aproveitar...
Os momentos que não aproveitei,
Te dar o amor que eu não te dei,
Perdoar erros que eu não te perdoei.
Eu só queria fazer diferente outra vez... Por você.

Profiro por fim e finalizo a música cantada em minha voz rouca.
Ela pula me abraçando e sinto as lágrimas invadirem os rostos de ambos.

******

E já era fato, que ela pertencia a mim tanto quanto eu a ela, e não era capaz de proferir que um dia me veria longe dela, pois era bem diferente disto, eu queria estar com ela, para todo o sempre.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://rpg-eragonbr.forumeiros.com
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Laços de Dor   Sab Jan 26, 2013 9:37 am

Não vou te perdoar dessa vez chato Razz me fez chorar com a canção e todo o capitulo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Laços de Dor   Dom Jan 27, 2013 7:59 pm

Capitulo 17

Kendall corre ao banheiro desesperadamente, eu a sigo e ergo seus cabelos, e lá chega mais uma porção de comida que não fica em seu estômago.
- Não precisa ver isto... - Diz-me ofegante.
- Prometi que cuidaria de você.
- Mais... É nojento.
- Eu não ligo.

Ela enxágua a boca e me abraça.
- Obrigada... - Agradece me abraçando.
Sorri a ela e a fiz deitar-se na cama. - Descanse, vou a farmácia atrás de um remédio pra você. É logo ali em frente então não demoro. - Digo ao beijar sua testa e sorri a ela que balança a cabeça afirmando.

******

Subi ao quarto com um copo d-água e o remédio que o farmacêutico havia indicado. Abro a porta devagar e a vejo dormir.
- Que garota dorminhoca. - Digo rindo tentando chamar sua atenção.
Kend abre os olhos sonolenta.
- Não posso sair por um segundo e você cai no sono.
- Pois com os pais que essa criança tem ela só vai dormir.
- Sorri a mim e pega o copo de minhas mãos enquanto toma o remédio. - Deita comigo?
Balanço a cabeça concordando e me deito ao seu lado.
- Eu te amo Kend.
- Mesmo?
- Mesmo.

Beija-me a roubar meus lábios.

******

Observo-a vestir-se com minha camiseta deixando os dois primeiros botões abertos.
- Fico bem em suas roupas.
- Bem melhor do que eu. -
Sorrio - Quer ela?
- Está me dando sua camiseta?
- Você fica bem nela.
- Então eu quero. -
Profere ao deitar-se novamente ao meu lado com a cabeça em meu peito.
As mãos da garota encontram as minhas e passam a dançar com as mesmas.
- Eu te amo Ethan...
- Também te amo Kend.
- Sussurro a ela que logo adormece ao meu lado.

******

- Sim, está tudo bem.
- E você e a Kend, conseguiram se acertar?
- Sim, na verdade bem mais que isto.
- Explique-me.
- Kend está grávida!
- Digo ao telefone com Jasmine .
- Meus parabéns Ethan! Que lindo serei titia outra vez. - Pude escutar seus risos atravessarem o telefone.
- Ah Obrigado Jas... - Sorrio
- Ela está por ai? Posso falar com ela?
- Ah, pode sim um minuto.
- Digo passando o celular a ela.
- Oi.. Sim.... Ahn claro, obrigada. - Diz a garota sorrindo e ruborizada. - Jas! Isso é coisa que se pergunte?!... Ok. Tchau, igualmente. - Diz por fim e desliga o celular. - Sua irmã é louca.
- Tenho a quem puxar.
- Ri
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Laços de Dor   Dom Jan 27, 2013 8:10 pm

PEEEERFEIIIITOOO..
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Laços de Dor   Dom Jan 27, 2013 8:18 pm

U.u oouwn' lindo capitulo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Josh Campbel
Principe
Principe
avatar

Mensagens : 34
Data de inscrição : 13/01/2013

MensagemAssunto: Re: Laços de Dor   Sab Set 21, 2013 4:27 pm

Capitulo 18

Estar com ela fortalecia-me, deixava-me devidamente feliz, sua gravidez era motivo de aproximação, a cada dia estávamos mais presos um ao outro. Kendall fitava-me durante o dia com o olhar adocicado, já a noite já me parecia uma mãe preocupada com o bem estar de sua prole, mesmo que esta ainda habitasse seu ventre .
Com os meses podia se observar que a criança desenvolvia-se perfeitamente, engrandecendo também o meu amor por aquela figura materna.
Estávamos ambos deitados no sofá, sua mão por baixo de minha blusa acariciava meu tórax, não havia malicia no momento, não havia nada além de afeto e amor.
Os olhos vidrados na televisão deixavam transparecer que o toque de nossas peles já possuía uma química natural, era cotidiano mais não convencional, por mais repetida que fosse a ação, a cada vez exercida transmitia sensações diferentes que agradavam.
A televisão transmitia algum programa manipulador que deixava a humanidade obcecada, mas não era isto que fazia a graça do momento mais sim a presença da garota.
Somos despertados com o soar da campainha, Kendall me fita o rosto.
– Está esperando alguém? – Sua voz era calma.
Balanço a cabeça negando e ela levanta-se.
– Eu vou... – Digo fazendo-a olhar para mim .
- Não, tudo bem. – Responde-me se curvando para me beijar .
Seus lábios unem-se aos meus brevemente, mais num tempo suficiente para me arrancar suspiros.
Seus passos tinham uma velocidade calma e seus dedos giraram a maçaneta com graciosidade antes de abrir a porta deixando uma pequena fresta.
A expressão da moça logo se petrifica, como se estivesse surpresa e a visita não a agradace. Escuto ali ao longe uma voz .
– O Ethan está ? – Era doce, familiar. Como uma melodia esquecida num passado antigo, mais esquecida a força, que mesmo ali, guardada, ainda fazia bem escutar.
Meus olhos são levados a enfrentar a pequena linha brilhante que invadia a casa com a abertura da porta, as madeixas loiras surgem da porta, Kendall ainda possuía a mesma expressão desgostosa, já Renata possuía um sorriso gentil nos lábios. Jordan vinha ao seu lado, caminhando de mãos dadas a ela, logo atrás aparecem Moona e Jennifer, Destiny vinha atrás com Tayron e os gêmeos, e por ultimo, Jasmine e Natasha, confesso achar estranho a ausência de Eric.
Levanto-me logo e caminho a Jordan Tomando-o nos braços, os olhos de Renata permaneciam caídos sobre mim .
– A que devo a visita de minha família? – Pergunto a todos.
Os lábios de Renata entreabrem mais é Jas quem toma frente e diz .
– É a saudade. – Responde-me Jas e sorri cinicamente . – E oras, vim ver como anda a gravidez de meu mais novo sobrinho .
- Sobrinha. – Diz Kend a me atrair a atenção.
Não pude evitar de sorrir a ela, já Renata levantou os olhos a barriga de Kendall incrédula.
– Grávida?! E eu sou a ultima a saber ? - Ela diz com um tom de fúria na voz.


Josh Campbel
Thanks Thay!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://rpg-eragonbr.forumeiros.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Laços de Dor   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Laços de Dor
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
RPG Eragon :: Off - RPG :: Fanfict's-
Ir para: